top of page
Buscar

Quais são os tipos de inteligência artificial?


Certamente, falar em diferentes tipos de inteligência artificial (IA) é uma novidade para muitas pessoas. No entanto, existem diferentes formas de aplicação tendo em vista a proximidade com as funções do cérebro humano.


Saiba que as diversas aplicações de IA são possíveis pela maior ou menor possibilidade de reprodução das capacidades humanas. Ou seja, existem diferentes níveis de inteligência que servem para finalidades desde as mais simples até as mais complexas.



Entenda com esse artigo os diferentes tipos de IA e suas principais características, além de conhecer as suas três classificações e a forma de treinamento.



Classificação dos tipos de inteligência artificial


Para começar, saiba que o objetivo principal da IA é desenvolver máquinas capazes de pensar, interpretar, aprender de forma similar ao ser humano. Assim, as pesquisas em IA resultaram em diferentes tipos de inteligência artificial para atender a esse objetivo.


O critério para classificar os tipos de IA está relacionado com o nível que um sistema consegue reproduzir as capacidades humanas. De fato, um tipo mais evoluído tem maior capacidade de executar funções de forma similar aos humanos, com a mesma proficiência.


Já um tipo mais simples e menos evoluído de IA apresenta uma funcionalidade e um desempenho mais limitado. Desse modo, os tipos de IA têm como critérios diferenciais os aspectos de capacidades e de funcionalidade, sendo classificadas em três categorias:



Inteligência Artificial Limita (ANI)


Saiba que dentre os tipos de inteligência artificial existe a ANI, programada para atender apenas a um único objetivo. Também conhecida como “IA fraca” ou “estreita”, a ANI armazena um grande volume de dados.

Além de ser programada para realizar algumas tarefas de maior complexidade, como cálculos complexos com muita rapidez. Como também podem realizar cálculos e converter em um comportamento.


Sem dúvida, está relacionada com o desenvolvimento de sistemas para executar determinada tarefa de forma autônoma. Nesse sentido, a ANI é dividida em duas classificações, que são:



1.º - Máquinas reativas

As máquinas reativas constituem o tipo mais antigo de sistema de IA, tendo a característica de apresentarem a capacidade limitada para imitar a mente humana. Por isso, não possuem uma funcionalidade baseada na memória, apenas respondem a diferentes estímulos.

Desse modo, não aprendem a partir de uma experiência adquirida. Por exemplo, o Deep Blue da IBM, que venceu em um duelo de xadrez a Garry Kasparov.



2.º - Memória limitada

As máquinas de memória limitada, além de possuírem os recursos das reativas, são capazes de aprender. Ou seja, a partir de dados históricos podem aprender para tomar uma decisão. Sem dúvida, usados na maior parte dos aplicativos existentes atualmente.


O treinamento desse tipo de máquina ocorre por meio de grandes volumes de dados, armazenados em sua memória. Nesse sentido, o objetivo é criar um modelo de referência para que possa resolver problemas no futuro.


Como exemplo desse tipo de máquina, tem os chatbots e assistentes virtuais, bem como veículos autônomos. Além disso, as sugestões dos serviços de streaming utilizam IA de memória limitada.



Inteligência Geral Artificial (AGI)


Este tipo de inteligência artificial (AGI) é também conhecida como “IA forte” ou “nível humano”. Nesse sentido, a AGI tem a capacidade de aprender, perceber, compreender e funcionar como um ser humano, em um nível bem próximo.


São sistemas com capacidade para desenvolver diversas competências, formando conexões e generalizações, sendo que aprendem com as técnicas de machine learning.


Certamente, são capazes de realizar tarefas que a ANI não consegue executar.


A AGI é dividida em duas classificações, que são as seguintes:


1.º - Máquinas cientes

As máquinas cientes podem enxergar o mundo e compreender os estímulos recebidos para realizar o processamento das informações.


2.º - Máquinas autoconscientes

Já as máquinas autoconscientes têm consciência do mundo e também de si mesmas, melhorando a compreensão dos estímulos externos. Desse modo, podem reagir da mesma forma que um ser humano em determinadas situações.


Por exemplo, pode perceber um sentimento de tristeza a partir das lágrimas de uma pessoa. Assim, entende que essa pessoa está triste.



Superinteligência Artificial (ASI)

Dentre os tipos de inteligência artificial, a ASI constitui o limite máximo da IA, mas ainda está em fase de desenvolvimento nos grandes centros de pesquisas no mundo inteiro.


Certamente, terá a capacidade de executar tarefas que são impossíveis para as pessoas.

De fato, a ideia por trás da ASI é que possa vir a ser superior a inteligência humana, o que provocará uma revolução sem precedentes no mundo inteiro.



Entenda é o treino dos tipos de inteligência artificial


Para todos os tipos de inteligência artificial desenvolve-se um certo tipo de treino dependendo da forma como o algoritmo foi construído. Certamente, o processo tem por base como a aprendizagem ocorre no ser humano.


Desse modo, a IA aprende por meio da realização de cálculos e com base em informações e dados fornecidos para o seu treinamento. Assim, existem três formas de realizar o treinamento de uma IA, que são:


1º - Supervisionada: a pessoa informa para a IA qual a resposta que ela deve dar em uma determinada situação. Por exemplo, mostra a imagem de um gato e passa a seguinte mensagem: “eu quero que você fale que isso é um gato”.


Depois de repetir esse treino com diversos objetos e animais, a IA será capaz de identificar um dos objetos e animais diferente do que foi mostrado no treino.


2º - Semi-supervisionada: nesse tipo de treino, a pessoa apresenta para a IA algumas imagens de objetos e animais, sendo que identifica algumas e as outras não. Desse modo, com base nas imagens, a IA faz a classificação das que não foram identificadas.


3º - Não supervisionada: nesse treino a IA irá responder sozinha, pois a pessoa não passa nenhuma informação. A partir de imagens de objetos e animais, a IA criará padrões para diferenciar uma coisa da outra.


Portanto, conhecer os tipos de inteligência artificial é essencial para entender as diferentes formas de aplicação de IA. Bem como a forma como ocorre o treino para as finalidades programadas.


Se quiser mais informações sobre esse assunto, acesse LifesHub, e tudo que temos para oferecer com base em Inteligência Artificial.


165 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Ícones Lifeshub Whatsapp.png
bottom of page